O poder da vulnerabilidade e como colocá-la em prática na sua vida

De acordo com o dicionário, vulnerabilidade é “um estado de risco” ou uma “posição de fraqueza”. No dia a dia, porém, esta palavra possui um significado muito mais amplo e, embora possa parecer desconhecida, ela certamente convive com você há muito tempo. Você vai descobrir agora que ser vulnerável está longe de ser uma má notícia, mas, ao contrário, pode ser a descoberta que faltava para a chegada de um novo tempo. Descubra o poder da vulnerabilidade e confira a seguir 5 dicas de como transformar esta antiga vilã numa de suas maiores aliadas:

1) Seja você mesmo

A princípio, este pode parecer um grande clichê, mas boa parte das pessoas investe tanto tempo na construção de máscaras sociais e emocionais que se esquecem de quem verdadeiramente são. Você não conseguirá ser plenamente bem-sucedido no trabalho antes de experimentar o sucesso em suas emoções. De nada adiantará conhecer o mundo sem antes desbravar o seu próprio interior.

2) Abrace a vulnerabilidade

Viajar para dentro de si, porém, te conduzirá a algumas descobertas desagradáveis. Se você reside na Terra, certamente possui limitações, pontos fracos e aspectos negativos. Em suma: você é vulnerável. Apesar de todos os seus esforços, a perfeição não foi alcançada. Apesar de todo o seu suor, a vida ainda não é um mar de rosas. Apesar de todo o seu investimento, você ainda não derrotou todos os seus gigantes interiores. O que fazer ao se dar conta disso? Alguns optam pela negação; outros, pela depressão. A melhor opção, no entanto, é a do abraço. Ouse abraçar sua vulnerabilidade, aceitar suas imperfeições e decidir continuar a caminhar, mesmo com o coração cheio de “calos”.

3) Não “anestesie” sua vulnerabilidade

Os seres humanos vivem por aqui há milhões de anos, mas nossa geração supera as anteriores em quesitos como obesidade, doenças psíquicas, alcoolismo e dependência química. Brene Brown, pesquisadora americana, classifica tais mazelas como “anestesias da vulnerabilidade”. O vício seria, em sua essência, uma tentativa de fuga das próprias fraquezas. Tais anestesias, porém, possuem um grande defeito: não são seletivas. Ao anestesiar sua baixa autoestima com um pote de sorvete ou um punhado de comprimidos, o indivíduo anestesia também sua alegria, confiança e paz interior.

4) Abra mão de “garantias”

Ao adquirir um eletroméstico, você certamente já ouviu o convite de um vendedor sorridente oferecendo-lhe uma garantia estendida daquele produto. No universo da alma, este não é um bom negócio. Muitos desperdiçam amores e sorrisos pelo medo de não receber algo em troca. Outros, por não verem o tão sonhado (e inexistente!) “certificado de garantia”, se aprisionam a carreiras que detestam e descartam sonhos pelos quais eram apaixonados. Não tenha medo de dar o primeiro passo. De falar “eu te amo” primeiro, de dizer para o seu chefe que você quer muito participar do maior projeto da empresa.

5) Perfeccionismo não, esforço saudável sim!

Reconhecer que se está acima do peso é uma coisa; deixar de sair com seus amigos por ter vergonha do seu corpo é outra.

Enquanto o perfeccionismo te fala que você está gorda e precisa ser diferente para merecer ser querida e sentir que pertence a determinados grupos o esforço saudável fala “eu quero emagrecer, quero me sentir mais bonita, mas não é isso que determina o quanto eu sou amada e aceita. Sou digna de amor e respeito agora, quero sair e me divertir com meus amigos”.

Ou seja, se aceitar do jeito que você é não significa ser cúmplice de comportamentos que te prejudicam. mas se aceitar na essência para que a partir dessa aceitação você consiga fazer as transformações comportamentais que almeja.

Experimente contemplar sua vulnerabilidade e substituir a culpa pela admiração. Sua fragilidade não te torna menos capaz para ter sucesso, e sim mais capacitado para ser feliz!

Vulneráveis S.A.

O que faz com que você se sinta vulnerável? Como você costuma lidar com suas fraquezas? Qual dessas dicas tem mais a ver com você? Deixe seu comentário logo abaixo deste post e compare sua resposta com a de nossos outros leitores.

Carolina Nalon

por Carolina Nalon

Olá! Meu nome é Carolina Nalon e sou uma eterna inquieta que acredita que o mundo precisa de mais autenticidade e empatia. Espero que você encontre muita inspiração nas linhas e vídeos do meu blog. Se quiser saber mais sobre o que eu faço, visite a aba "projetos" desse site ou acesse: tiecoaching.com.br

One thought on “O poder da vulnerabilidade e como colocá-la em prática na sua vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *