[NEWSLETTER] Pare de se motivar

Olá
*e-mail um pouquinho longo! Mas segura na minha mão e vamos juntos!

Motivação vende.
Esses dias enviei uma proposta de treinamento para um empresa lá na Bahia
e a proposta voltou com um pedido:
“Carol, não tem como incluir que haverá uma parte motivacional no
treinamento? Meu chefe gosta de saber que os funcionários vão ficar
motivados”

Pois bem, eu não gosto muito de motivação. Quer dizer, gostar eu gosto
mas não acho que ela seja a chave de tudo. Quantas vezes você já não se
sentiu motivada(o) e não fez nada à respeito?

Se fosse para esperar estar motivada para fazer tudo que eu tenho que fazer
acho que não faria nem metade das coisas que eu faço.

A palavra que me guia é consistência. Fazer um pouquinho todos os dias.
Ahhh, mas essa palavra também traz alguns mistérios com ela e é
principalmente sobre isso que quero falar hoje com você.

Quando descobri que consistência era uma chave muito mais importante que a
motivação aquilo tudo fez sentido para mim, afinal se eu fizesse um
pouquinho todos os dias conseguiria muita mais do que se eu fizesse somente
quando estivesse motivada. Mas acabei me enganando achando que ter
consistência era fazer a mesma coisa sempre.

Assim, no início estabeleci para mim pequenas coisas importantes que
deveriam estar na minha rotina, nesse e-mail vou falar apenas dos exercícios
físicos e práticas espirituais.

Determinei que contrataria uma personal trainer e que faria uma prática
espiritual específica . Fiz tudo direitinho por 3 meses. Depois chegaram
as festas de final de ano e a personal viajou e eu cansei de ficar fazendo
a mesma prática espiritual e tudo acabou parando por um tempinho.

Aí veio aquele pensamento terrível de “você não consegue ser
consistente por muito tempo” e a sensação de culpa. Mas fora esses
sentimentos ruins percebi que, de certa forma, já tinha me acostumado com
aquela rotina e sentia mesmo falta de me conectar mais com meu corpo e
minha alma.

Decidi dar uma chance para corrida, e já em Janeiro retomei por mim mesma
a atividade física, aceitei o convite de um amigo de participar de uma
corrida de rua de 5km em Março o que me fez ter que de fato treinar com
consistência. Pude ver meu corpo se adaptando a novas quilometragens e fiz
a corrida sem tanto esforço e muito feliz por ter conseguido dar esse
passo. Também mudei a forma de praticar minha espiritualidade e consegui
mantê-la consistente até perto da data da corrida.

E depois da corrida de rua parei com tudo de novo. Meu joelho começou
a doer e acabei ficando umas duas semanas sem fazer nada.
O que aconteceu? Voltou aquela sensação ruim novamente. E mais uma
vez não passou de duas semanas já estou de volta à ativa.

Percebendo esses ciclos começo a ter uma ideia mais clara do que ela
significa para mim: ser consistente não é fazer exatamente a mesma coisa
todos os dias.
Se o importante é me exercitar porque eu não posso trocar de exercício
físico a cada 3 meses?
Hoje, começo o treino funcional mas depois posso querer fazer escalada e
mais adiante canoagem, o que tem de mal nisso? O importante é mexer o
corpo.

Minha espiritualidade também pode ser alimentada de diversas maneiras
posso meditar na minha casa, posso cultivar um estado meditativo da mente
enquanto ando na rua, posso fazer reiki, posso rezar minhas boas e fortes
rezas católicas. Tudo isso sou eu, o importante para mim é manter a alma
alimentada.

Gente, como demorei para entender isso!

Eu sei que existem pessoas que conseguem fazer exatamente a mesma coisa
todos os dias, ótimo! Escrevi esse e-mail principalmente para quem não
consegue, e acaba desistindo quando um ciclo acaba. Quando vier aquela
sensação ruim de “tá vendo, você não consegue dar continuidade nas
coisas” reflita: eu posso me reinventar? Posso continuar mantendo o
objetivo final e só trocar o “COMO” atingi-lo?

Vou tentar reduzir essa minha fase de “limbo” de duas semanas para 2 dias
rsrsrs não se permita gastar tanto tempo se martirizando por não ter
conseguindo, parte para outra!

Bons ciclos e muita consistência para você!
Beijo enorme
Com carinho
Carol

Ps* muito em breve vocês receberão uma novidade beeeem legal. Sabe a
Paula Abreu e a Juliana Garcia que fazem o Cirandas comigo? Pois então, a
Paula vai relançar o Programa Escolha Sua Vida que é um dos maiores
programas de coaching online do Brasil, e Ju e eu vamos nos unir com ela
oferecendo mais dois cursos juntos do PESV para deixar o programa ainda
mais completão. Se você estiver afim de passar por um processo online de
coaching eu altamente recomendo o que está por vir por aí!!

Carolina Nalon

por Carolina Nalon

Olá! Meu nome é Carolina Nalon e sou uma eterna inquieta que acredita que o mundo precisa de mais autenticidade e empatia. Espero que você encontre muita inspiração nas linhas e vídeos do meu blog. Se quiser saber mais sobre o que eu faço, visite a aba "projetos" desse site ou acesse: tiecoaching.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *