[NEWSLETTER] A difícil arte de ser um bom vencedor

A difícil arte de ser um bom vencedor, Falando francamente e a beleza do cotidiano

Olá, tudo bem com você?
Espero que sim!

Escrevo hoje diretamente de BH onde vim celebrar o lançamento do livro Criativo e Empreendedor Sim Senhor! da minha querida amiga Rafaela Cappai 🙂

Essas terras mineiras me inspiram, como eu gosto de Minas Gerais e dos mineiros! Nessa vibe delícia que somente uma viagem para Minas pode proporcionar quero compartilhar contigo três links que escolhi a dedo que não só vão te fazer refletir como também se sentir melhor.

A difícil arte de ser um bom vencedor– na semana passada a Suprema Corte americana liberou o casamento gay para todos os estados do país e o Facebook deu uma ajudinha na celebração fazendo com que a timeline de muita gente ficasse assim:

182468504

Polêmicas a parte, li um texto do Pedro Burgos me fez refletir sobre qual é a minha reação quando sinto que “ganhei” alguma coisa (sim, eu estava celebrando na sexta).

Você já notou que é quase instintivo tirar uma onda do “perdedor” quando ganhamos alguma coisa? E que embalados por esse instinto nossa timeline, e em casos piores nossa vida, acaba virando uma verdadeira zona de guerra?

Será que esse comportamento nos levará a obter o que queremos?

Se você também fica instigado com esse mundo fascinante do comportamento humano e fica se perguntando porque todo mundo não poderia simplesmente se respeitar mais…super recomendo a leitura do artigo a difícil arte de ser um bom vencedor.

Falando francamente– você já reparou que a maior parte dos livros que falam sobre como encontrar propósito ou como ser bem sucedido são escritos por pessoas que já estão no ápice de suas carreiras? Isso acontece por razões óbvias, afinal, é mais fácil dar crédito para alguém que já “trilhou o caminho das pedras”, mas muitas vezes a pessoa já chegou em um ponto que não consegue mais conectar com os problemas e desafios de quem ainda está começando.

Pensando nisso, Francesco Marconi escreveu um mini e-book chamado, Falando Francamente- como eu encontrei o meu propósito para compartilhar dicas e desafios de alguém que está começando o processo de buscar um propósito. Confesso que quando bati o olho pensei… “hmm não tem nada de muito novo aqui” porque li somente os títulos, mas depois que engrenei na leitura completa do texto achei bem legal a forma como ele colocou algumas coisas.

Aliás, gostei bastante do item #6 sobre eliminar decisões supérfluas da nossa vida. Recentemente dei uma organizada geral no meu guarda-roupa e pude contar com a ajuda da Carmela Montanari para me fazer entender melhor meu estilo e minhas roupas. Hoje saio bem vestida em menos de 10 minutos e tenho mais tempo para pensar em outras coisas que são mais importantes para mim do que decidir o que vou vestir, tem sido libertador. E você? Que pequenas decisões poderia otimizar na sua vida?

A Beleza do Cotidiano– seu dia a dia é cheio de fatos desinteressantes? Então a Jout Jout tem uma boa notícia para você: estamos todos no mesmo barco!

Sou uma grande fã da Jout Jout, mas com esse vídeo em especial eu morri de rir e também achei de uma sabedoria incrível! Se Manoel de Barros fosse vivo ele viraria amigo da Jout Jout depois de assistir. Então, fica aqui minha indicação para você se divertir e encarar o cotidiano com mais leveza: A Beleza do Cotidiano.

Beijo enorme,
Carol

ps* em breve vou reabrir minha agenda para atendimento individual de coaching, se você quiser ser o primeiro a saber sobre como vai funcionar cadastre seu email aqui

ps** vê se não vai passar o resto do dia assistindo Jout Jout agora!

Carolina Nalon

por Carolina Nalon

Olá! Meu nome é Carolina Nalon e sou uma eterna inquieta que acredita que o mundo precisa de mais autenticidade e empatia. Espero que você encontre muita inspiração nas linhas e vídeos do meu blog. Se quiser saber mais sobre o que eu faço, visite a aba "projetos" desse site ou acesse: tiecoaching.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *