5 lições do Guy Winch sobre equilíbrio emocional

Guy Winch é psicólogo e autor do livro “Como Curar Suas Feridas Emocionais”, que foca em ensinar os leitores a melhorar sua “higiene emocional”, ou seja, cuidar da forma como as suas emoções atuam e o seu impacto no resto do corpo. Através de muita pesquisa e da vivência com seus pacientes, Winch desenvolveu uma série de orientações que atuam como um verdadeiro kit de primeiros socorros psicológico.

O trabalho de Winch gira em torno de práticas que ajudam a conter os efeitos destas que são as dificuldades mais comuns que as pessoas enfrentam, como rejeição, solidão, baixa autoestima, perda, fracasso, e vários outros.

A seguir, nós reunimos os 5 principais ensinamentos de Guy Winch para você adotar na sua vida. Confira:

1. Sua saúde mental também precisa de atenção

Nós nos acostumamos a dar muito mais atenção aos ferimentos físicos do que os mentais. Um machucado no braço prontamente recebe tratamento, seja através de remédios ou com uma ida ao hospital. Uma desilusão amorosa, uma frustração profissional ou qualquer sentimento de solidão, no entanto, passam batido, sem qualquer tipo de atenção ou tratamento adequado. E os efeitos disso sobre a saúde podem ser devastadores, podendo causar problemas no coração e impactar a imunidade do corpo, por exemplo.

2. Pratique higiene emocional como se fosse higiene pessoal

Cerca de 100 anos atrás, as pessoas começaram a empregar as primeiras noções de higiene pessoal. Hoje, é impensável viver sem o hábito de tomar banho, escovar os dentes, usar roupas limpas, entre outros. Isto teve um impacto na expectativa de vida das pessoas, que aumentou em cerca de 50%. Winch acredita que a qualidade de vida das pessoas tem tudo para aumentar graças a mudanças na higiene emocional, contribuindo para uma melhora na saúde das pessoas. Imagine viver em um mundo de pessoas psicologicamente saudáveis e o impacto que isso teria na vida de todos.

3. Proteja a sua autoestima

Quando nós nos machucamos, qual é a nossa ação imediata? Tratar a ferida, é claro. No caso de ferimentos emocionais, no entanto, o instinto de muitas pessoas é tornar aquele machucado pior, ferindo-o ainda mais. Parece loucura, não é? Mas lembre-se da última vez em que você sofreu alguma rejeição ou passou por algum fracasso e teve pensamentos negativos como: “Eu nunca faço nada certo” ou “Não vejo por que alguém iria gostar de mim”. É o mesmo conceito: combater uma ferida deixando-a pior quando, na verdade, o plano de ação deveria ser curá-la. Então, em vez de se colocar para baixo depois de algum acontecimento ruim, lembre-se de reativar a sua autoestima.

4. Evite ruminar eventos passados ruins

Vamos dar continuidade ao exemplo anterior, supondo que algo de negativo tenha acontecido na sua vida. Muitas pessoas têm o hábito desagradável de reviver os acontecimentos na cabeça compulsivamente, como se fosse um filme em repetição. Este costume pode ter consequências sérias para a saúde, contribuindo para o desenvolvimento de depressão, problemas cardiovasculares, alcoolismo, distúrbios alimentares e outros problemas.

5. Interrompa pensamentos negativos

Quando sentir a tentação de se colocar para baixo após algum acontecimento ruim, Winch dá uma dica: uma interrupção pode fazer com que você consiga fugir desta mania. Portanto, sempre que surgir aquele instinto de ficar revivendo algum momento negativo, rapidamente pense em outra coisa não relacionada e insista nela. Esta “batalha” contra pensamentos negativos será essencial para um melhor equilíbrio emocional.

Tudo pronto para começar a realizar as mudanças necessárias no seu pensamento para melhorar o seu equilíbrio emocional? Quais destes ensinamentos de Guy Winch você vai integrar primeiro à sua vida? Compartilhe conosco nos comentários.

Assista a palestra de Guy Winch no TED:

Carolina Nalon

por Carolina Nalon

Olá! Meu nome é Carolina Nalon e sou uma eterna inquieta que acredita que o mundo precisa de mais autenticidade e empatia. Espero que você encontre muita inspiração nas linhas e vídeos do meu blog. Se quiser saber mais sobre o que eu faço, visite a aba "projetos" desse site ou acesse: tiecoaching.com.br

3 thoughts on “5 lições do Guy Winch sobre equilíbrio emocional

  1. José Luiz says:

    Olá! Minhas maiores dificuldades são com relação aos ensinamentos 4 e 5. Costumo relembrar acontecimentos negativos, não consigo tirá-los do pensamento.

  2. Evelyn Maguetta says:

    Sou arte educadora, e percebo nos jovens que muitos tem baixa autoestima, estão sempre buscando as expectativas dos outros, “o que vão pensar de mim” em relação a eles próprios e perdem a autenticidade. Como trabalharcom eles a autoestima é o desafio!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *